Este ano aconteceram grandes revivals de peças que pareciam ter tido fim há décadas

A moda em 2017 teve como destaque o retorno de peças que pareciam ter partido desta para uma melhor faz tempo. A maioria desses revivals vieram dos anos 80, década fashion fetiche do momento. Divertida e cheias de referências exageradas é uma grande fonte de inspirações. Se esses retornos vão ter vida longa em 2018 é uma dúvida, mas observando o entuasiasmo das marcas em relançá-los, em versões repaginas, pode ser que eles sobrevivam por muito tempo nos guarda-roupas. Vem conferir a seleção, que ainda dá tempo de aderir se rolar sentimento!

Asa delta

Hot pant asa delta da Triya pro Verão 2018 (Foto: Ag. Fotosite/Divulgação)

Direto das praias do Rio de Janeiro nos agitados dias de sol em 1980. Os biquinis e maiôs super cavados faziam a cabeça da mulherada. A virilha tinha que estar em dias com depilação. Na época, as marcas de moda praia, como a Blue Man, começavam suas histórias e já marcavam com essa peça. Monique Evans era a musa do período e até Xuxa, na TV, usava collant asa delta para alegrar as inocentes criancinhas. Neste ano, as grandes marcas de beachwear brasileiras fizeram questão de trazer esse ícone em versões bem ousadas, metalizadas e em cores fluor chamativas.

Pochete

Pochete plástica com glitter da Melissa (Foto: Divulgação)

Ela ja foi odiada e criticada, mas é a prova viva de que tudo tem uma chance de limpar a reputação. A pochete, pela praticidade, é a queridinha dos descolados. O grande trunfo foi a repaginada no design e nos materiais. A pochete ganhou brilho, estrutura em modelagens futuristas, muitas cores, transparências e estampas mil. Invista sem medo nela, principalmente para o Verão, festinhas populares e no Carnaval: ela deixa o look estiloso e ainda facilita a vida.

Cordinha de óculos

Cordinha em tecido estampado para óculos da marca baiana Cândida Specht (Foto: Divulgação)

Eram para garantir que  os óculos não caíssem. Já foram símbolo de coisa de vovó e nerds. Mas em 2017 elas apareceram repaginadas, coloridas e ainda mais chamativas. Tem de tecido estampado, silicone e até de correntes metálicas. Estão em toda parte e podem fazer a felicidade de quem quer dar um charme ao óculos, seja de grau ou sol.

Pink

Look total rosado de editorial de moda publicado no Bazar: (Foto: Raiane Nunes/Divulgação)

Se uma cor reinou em 2017 foi o rosa. Em todas as suas possibilideas. O rosa seco milênio, moderado, pastel e até chamativo fluor ou metalizado. Sem nenhuma cerimônia, ele foi alçado ao posto de hit e fez bonito mesmo em looks monocromáticos. A tendência, vinda forte dos anos 80, tem vida longa. Vale, com certeza, apostar em uma peça ou numa produção inteira, da cabeça aos pés.

Chinelo slide

Chinelo slide da Farm (Foto: Divulgação)

Restrito aos esportistas antes das partidas, o chinelo slide é símbolo de conforto.  Ele veio no embalo do estilo sportwear que se espalhou. Começou timidamente nas versões clássicas da Adidas ou Nike em p&b, geralmente com meias até o joelho. Agora elas surgem em versão metalizada, coloridas e em clima super divertido, como as criadas pela Farm com abacaxi no lugar da tira tradicional.

correio